AS LÁGRIMAS DE DANTE


Marcas no chão. Caminho sem tréguas.
O cofre sem portas, as mãos estendidas e sós!
Ninguém seguiu o enxame
E agora a febre já desenhou
sobre o mapa enxuto. As lágrimas de Dante
na corrente do soldado, cobardias,
pedaços de engodo, guardado numa foto alheia.
Uma história contada, fora
do ponto de encontro
o arrogante esgar da sobriedade!

One thought on “AS LÁGRIMAS DE DANTE

Deixe uma Resposta para Arlindo Maduro Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.